sábado, 25 de julho de 2015

Avós, filhos e Netos — Uma Relação de Infinito Afeto.


"Minha avó foi para a universidade aos 67 anos. Sendo assim posso ir com qualquer idade." (Miley Cirus)

" Não despreze a tradição que vem de anos longínquo; talvez as velhas avós guardem na memória relatos sobre coisas que alguma vez foram úteis para o conhecimento dos sábios." (Tolkien)

A celebração do Dia dos Avós acontece no próximo domingo, dia 26 de julho, data em que homenageamos aqueles que se tornam avós — voluntário ou involuntariamente e passam a exercer um papel determinante no desenvolvimento e no equilíbrio emocional dos netos.  

A relação que nasce entre avós e netos, é terna, infinita e, mesmo que não tenha sido opcional assumir tal papel, não há como negar que é um bem-querer que vai além da vida, onde suas sábias palavras e experiências de vida nem sempre bem-vindas, mas verdadeiras — servirão como um ponto de referência, essencial e indispensável para toda a família.  

Tornar-se vovó e vovô , significa rever, reformular, vivenciar e estabelecer com os netos um relacionamento mais livre e criativo, transmitir experiências, valores, educação e cultura, com todo o enriquecimento pessoal e o crescimento que isto envolve, pois são capazes de serem amigos, ter autoridade — quando necessário ,  afetuosos, compreensivos e mais disponíveis a conceder, mantendo assim um lugar insubstituível no coração dos netinhos.

É na relação com os avós que as crianças aprendem a lidar com os mais velhos e a se preparar para um futuro relacionamento com os próprios pais, que também irão envelhecer. 

É notório que muitos pais ainda desconhece o verdadeiro papel dos avós e essa data , e deixam de celebrá-los .

Os avós são pessoas ligadas a nós através de laços consanguíneos, pois são os pais dos nossos pais. Assim, cada pessoa tem quatro avós, sendo uma avó e um avô paterno e uma avó e um avô materno.


Pode-se dizer que a figura dos avós aos poucos, foi se achegando, se encaixando e conquistando um novo papel de importância dentro do seio familiar e, muito embora, esta data seja aproveitada pelo comércio para promover produtos publicitários, o Dia dos Avós é comemorado a cada ano com maior empenho pelas famílias, pois nos dias de hoje, em que os pais não têm tempo para os filhos, são os avós que podem suprir muito das  funções, quando os netos os procura para alguns conselhos, não apenas para ser cuidadores.

É claro que os avós de hoje são diferentes dos do passado, tanto que é possível perceber que está crescendo uma nova geração de avós cheios de vitalidade, que querem curtir o tempo e a liberdade alcançada depois de anos de sacrifício e de trabalho, para criar seus filhos.

Talvez esses avós não queiram ser cuidadores, porém companheiros, não preparem  deliciosos quitutes e nem contem as fábulas, mas a presença deles é igualmente importante e válida para o crescimento da criança.  É um relacionamento onde os dois lados só têm a ganhar, principalmente, na troca de experiências, já que os avós ensinam suas experiências de vida aos netos e, estes ensinam, aos avós, as novas tecnologias. 

O fato é  que nos dia de hoje, a contribuição vai muito além do brincar, levar as crianças à escola, preparar coisas gostosas, contar casos divertidos e, é claro, mimar. Torna-se visível que os avós estão assumindo um papel muito mais importante na família, pois além da educação, dão suporte financeiro e afetivo para seus filhos e netos; mergulham nas ondas da internet; respondem e-mails; entram em redes sociais; relacionam-se com outros avós;  dividem espaço com uma carreira, enfim, voltam até a estudar em busca de novos horizontes, pois ao mesmo tempo em que adquirem conhecimento, também passam a fazer parte e a entender um pouco mais sobre o mundo dos jovens de hoje ( inclusive seus filhos ), tornando-se assim uns avós mais felizes e realizados.  

Celebrar o Dia dos Avós significa comemorar a experiência de vida, reconhecer o valor da sabedoria adquirida, não apenas nos livros, nem nas escolas, mas no convívio com as pessoas e com a própria natureza.  Por isso, manter os laços afetivos e  estar  em contato com eles, certamente aumentará sua auto-estima, trazendo felicidade, ajudando-os, assim,  a se sentirem melhor. O prazer de suas vidas é prepara o lar para receber os netos ver a família toda reunida, em harmonia, com saúde, felizes e integrados e, com certeza, esses são fatores que ajudam a prolongar a vida de qualquer ser humano.


Ser avô e avó é como fazer uma colcha de retalho...é juntar pedaço por pedaço de cada quadradinho, de cada retângulo, de tamanhos diferentes, de cores diferentes mas sempre cores vivas, alegres, cheias de vida e transformando aqueles pequenos retalhos num ato de amor, mesmo que cada um tenha estilo próprio.

Nossos pais, nossos filhos, nosso netos : como conciliar atenções?

Ser avó e avô, para muitos, é a chegada da terceira idade e traz uma série de mudanças e não se trata apenas daquelas que estão relacionadas ao corpo e fazem parte do processo natural de envelhecimento.

No lado profissional, por exemplo, é a hora de desfrutar da merecida aposentadoria, depois de anos de dedicação. Mas isso não significa ficar totalmente inativo. Muito pelo contrário: ao se aposentar, você ter oportunidades de realizar atividades que foram deixadas em segundo plano por falta de tempo, como um novo hobby, um curso diferente de sua área de atuação, viagens...

no lado pessoal, a principal mudança ocorre com a saída dos filhos de casa. Por mais que você tenha escutado que se cria os filhos para o mundo, é no momento que isso acontece que os impactos aparecem. O fenômeno até ganhou um nome dos especialistas: síndrome do ninho vazio, que afeta pais e mães por diferentes motivos.

No caso delas, há uma sentimento de ociosidade, por não serem exigidas pelos filhos o tempo todo. Já os homens se sentem impotentes por perderem o posto de responsável financeiro da família.

No entanto, é possível enfrentar muito bem essa fase. Aos pais, é lógico, cabe aproveitar intensamente a nova fase, buscando novos interesses. Já os filhos podem apoiá-los com algumas atitudes simples:

   estimular o convívio dos pais com a nova família – mostre que eles são parte dela também;
   enfatizar a importância deles no seu sucesso e na sua nova vida agradeça, sempre, as oportunidades que lhe deram e os sacrifícios que fizeram por você
    manter contato frequente e fazê-los se sentirem importantes;
    incentivá-los em novas atividades mostre que o tempo livre pode ser bem aproveitado e divertido;
    não procurá-los apenas quando for conveniente.

Aos netos, um novo na vidas dos avós!!!!!